06/04/2017

Xuxa: a artista que vendeu milhões de discos sem saber cantar

Xuxa cantando em seu antigo programa Xou da Xuxa. Imagem: Reprodução.

     Ela possui dezenas de músicas de sucesso em seu currículo, além de já ter ganhado dezenas de discos de ouro, platina e diamante. Na lista de artistas que mais venderam discos no país, ela aparece na frente de artistas como Zezé Di Camargo & Luciano, Leandro & Leonardo, Raça Negra, Legião Urbana, Ivete Sangalo e Fábio Júnior. Além disso, dos 10 discos mais vendidos da história da indústria fonográfica brasileira, quatro são de Xuxa. Quem lê esta introdução, pode achar que o texto se trata de uma pessoa com grandes dotes musicais, mas e se eu te disser que o texto de hoje é acerca de uma pessoa que não possui nenhum talento musical?

Capa do primeiro disco de Xuxa após ela ser contratada pela Rede Globo de Televisão. Ela havia iniciado sua carreira no mundo da música na extinta TV Manchete, onde apresentou o Clube da Criança. Imagem: Reprodução.

     Xuxa iniciou sua carreira na televisão na extinta TV Manchete, onde apresentou o Clube da Criança. Foi lá também que ela começou sua carreira musical. Quando era contratada da TV Manchete, Xuxa lançou o álbum Xuxa e Seus Amigos em 1985, onde a loira canta ao lado de artistas consagrados como Caetano Veloso, Zizi Possi, Nara Leão, Chico Buarque e Erasmo Carlos por exemplo. Músicas como Sete Quedas e Kiddo (Meu Herói Querido) caíram no gosto do público. O álbum vendeu em torno de 500.000 cópias. Entretanto, o "boom" da carreira musical de Xuxa veio em 1986, quando ela é contratada pela TV Globo e passa a apresentar o diário Xou da Xuxa. O contrato de Xuxa com a Rede Globo incluía também um contrato com a Som Livre. Desta forma, além de apresentadora, Xuxa deveria também ser cantora. Entretanto, as coisas não foram fáceis. A falta de talento de Xuxa para a música era evidente, mas João Araújo, então presidente da Som Livre, ordenou que a loira gravasse um disco. Além disso, nenhum compositor queria dar músicas para Xuxa gravar. Guto Graça Mello, produtor do disco Xou da Xuxa, queria um álbum com compositores que não fossem exatamente infantis e a proposta era unir letras para crianças com a parte instrumental e de arranjos feitos por músicos do rock nacional. É por essa razão que neste disco há músicas de Rita Lee e Frejat por exemplo. Isso explica também o solo de guitarra impactante na introdução da música Doce Mel. Por fim, o primeiro disco de Xuxa pela nova gravadora é lançado e hits como Doce Mel, She-Ra e Parabéns da Xuxa (segunda música mais tocada em festas de aniversário) caíram no gosto do público. O disco vendeu em torno de 2,5 milhões de cópias, rendendo a ela um disco de diamante, uma premiação até então inédita na música brasileira.

Xou da Xuxa 3 é o disco mais vendido da carreira de  Xuxa e o segundo mais vendido na história da música brasileira, perdendo somente a o álbum Músicas Para Louvar ao Senhor, do Padre Marcelo Rossi. Imagem: Reprodução.

     O enorme sucesso do álbum Xou da Xuxa possibilitou que Xuxa gravasse outros discos. Com isso, em 1987 é lançado o Xegundo Xou da Xuxa, que vendeu em torno de 2.700.000 cópias, lançando no mercado músicas como Festa do Estica e Puxa (composta por Bell e Wadinho Marques, ambos até então do Chiclete com Banana), Rambo e Dodói Neném. Entretanto, o "boom do boom" veio em 1988, quando foi lançado o Xou da Xuxa 3. O disco superou a marca de 3.000.000 de cópias vendidas e o mega hit Ilariê virou mania nacional. Outros sucessos do disco foram Brincar de Índio, Arco-Íris e Abecedário da Xuxa (que ainda hoje é usada por professoras para alfabetizar as crianças). Praticamente todas as músicas deste disco se tornaram clássicos e foi a partir daí que a carreira musical de Xuxa foi projetada a nível internacional. O 4º Xou da  Xuxa foi lançado em 1989 e as músicas mais tocadas foram Bobeou Dançou, Tindolelê, Dona Girafa e Dinda ou Dindinha. O álbum vendeu aproximadamente 2.900.000 cópias. Em 1990 é lançado Xuxa 5, que vendeu mais de 1.000.000 e rendeu a Xuxa sucessos como Pinel Por Você, Lua de Cristal e Tempero da Lambada. No ano seguinte é lançado o Xou da Xuxa Seis, que vendeu aproximadamente 1.000.000 e teve sucessos como Hoje é Dia de Folia, O Xou da Xuxa Começou e Novo Planeta. Já em 1992, mesmo ano em que o programa Xou da Xuxa chega ao fim, é lançado o Xou da Xuxa Sete, que vendeu um pouco mais de 600.000 cópias (um número baixo se comparado a vendagem dos discos anteriores de Xuxa) e lançou hits como Marquei um X, A Vida é Uma Festa, Xuxa Park e Nosso Canto de Paz. O Xou da Xuxa Sete foi o último disco da coleção Xou da Xuxa, lançada em 1986, mas isso não significava que a carreira musical de Xuxa tivesse chegado ao fim. Vale lembrar que entre 1986 e 1992 Xuxa ganhou em torno de 139 discos de ouro, 52 de platina e 10 de diamante, atingindo a marca de 18 milhões de álbuns vendidos em seis anos. Além disso, dos dez discos mais vendidos da história da indústria fonográfica brasileira, quatro são de Xuxa, a saber: Xou da Xuxa 3, 4º Xou da Xuxa, Xegundo Xou da Xuxa e Xou da Xuxa respectivamente.

O disco Xou da Xuxa Sete, lançado em 1992, foi o último disco da coleção Xou da Xuxa, lançada em 1986. Imagem: Reprodução.

     Em 1993, Xuxa lança o álbum homônimo Xuxa, o primeiro disco após a bem-sucedida coleção Xou da Xuxa. Neste ano, Xuxa estava se dedicando ao seu programa na Argentina e se preparava para começar nos Estados Unidos. O disco era basicamente feito de músicas gravadas anteriormente por Xuxa, mas que não foram até então lançadas em nenhum disco. Os singles deste disco são Espelho Meu, Corrente de Amor, Terra e Coração e Tô aí. O disco teve pouca repercussão e consequentemente uma baixa vendagem. Foram um pouco mais de 100.000 cópias vendidas. No ano seguinte, a loira lança o álbum Sexto Sentido, que vendeu em torno de 1.000.000 de cópias e lançou os singles Hey DJ, É de Chocolate (regravada do Trem da Alegria), Pipoca, Jogo da Rima (regravação da cantora norte-americana Shirley Elliston, cujo nome original da canção é The Name Game), Rir é o Melhor Remédio e Grito de Guerra. Graças a este álbum, Xuxa ganhou mais um disco de diamante. Em 1995, a loira lança o disco Luz no meu Caminho, que vendeu 800.000 e lançou singles como Xuxa Hits, Príncipe Encantado, Salada Mixta e Luz no Meu Caminho. Um ano depois, Xuxa lança o disco Tô de Bem com a Vida, que rendeu a loira mais um disco de platina e lançou singles como Tô de Bem com a Vida, Xuxaxé e Lá Vai a Loura. No ano de 1997, Xuxa lança o álbum Boas Notícias que, além de render a loira mais um disco de platina, lançou os singles Libera Geral, Planeta Xuxa, Xuxalelê e Boas Notícias. Em 1998, Xuxa lança o álbum Só Faltava Você, que teve como hit Uma Canção Para Sasha, Pelotão da Xuxa e Adoleta. Já em 1999, a loira lança o disco Xuxa 2000, que teve os singles Profecias, O Elefante Feliz e Vira, Vira. O álbum em questão rendeu mais um disco de ouro para a imensa coleção de certificações de discos de Xuxa.

Capa do DVD  Xuxa  só para Baixinhos 1, o primeiro trabalho de uma série áudio-visual bem-sucedida. Imagem: Reprodução.

     Além do ano 2000 marcar um novo milênio e  consequentemente um novo ciclo na vida de muita gente, foi também o início de um novo tempo na carreira musical de Xuxa Meneghel. Foi em 2000 que a loira lançou o trabalho áudio-visual Xuxa só para Baixinhos, que foi lançado em CD, VHS e DVD. O trabalho foi muito bem aceito, rendendo a Xuxa um disco de platina e um disco de diamante. A série Xuxa só para Baixinhos chegou até o número 12, rendendo a Xuxa aproximadamente 1 disco de ouro, 5 discos de platina, 3 discos de platina duplo, 2 discos de platina triplo, 3 discos de diamante e 2 discos de diamante duplo. Além disso, a eterna Rainha dos Baixinhos foi indicada 5 vezes ao Grammy Latino pelo trabalho áudio-visual em questão, levando duas estatuetas para casa. A série pode não ter agradado as crianças que acompanhavam a Xuxa desde os anos 1980 (crianças que já haviam se  tornado adultas), mas agradou as novas gerações e a prova disso está na enorme quantidade de cópias vendidas. Quem também foi contra o projeto foi a então empresária e amiga de Xuxa Marlene Mattos, que acreditava que a Rainha dos Baixinhos não deveria mais trabalhar com crianças. Entretanto, Xuxa permaneceu firme em sua decisão e lançou o projeto, que foi sucesso absoluto. Vale lembrar que Xuxa é a artista que mais vendeu discos pela gravadora Som Livre. A loira já vendeu em torno de 40.000.000 de cópias, ficando na frente de artistas como Maria Bethânia, Legião Urbana, Zezé Di Camargo & Luciano, Chitãozinho & Xororó, Ivete Sangalo, Daniela Mercury e Roberta Miranda.
     Como já dito no início deste texto, esse currículo musical invejável seria compreensível se a detentora do mesmo tivesse grandes dotes musicais. Entretanto, este definitivamente não é o caso de Xuxa. O que explica a bem sucedida carreira de Xuxa na música não é a sua extensão vocal, mas sim outros fatores. O que explica o sucesso de Xuxa é o fato de a todo instante a loira estar assistida dos melhores profissionais: os melhores arranjadores, os melhores compositores, a melhor gravadora e a maior emissora do país (a TV Globo). O último fator foi essencial para o sucesso de Xuxa, não apenas para sua carreira no mundo da música. Além disso, quando Xuxa iniciou a sua carreira como cantora, lá nos anos 1980, havia um vazio na indústria fonográfica com relação a músicas infantis. Na verdade, este vazio era com relação ao mundo infantil em geral. É fato que antes de Xuxa aparecer programas infantis e discos para crianças já haviam sido lançados, tais como Sítio do Picapau Amarelo (1977), Bozo (1980) e Balão Mágico (1983), que além do programa na TV havia um grupo musical homônimo. Destaque também para o grupo musical Trem da Alegria. Entretanto, nenhum destes programas infantis foi capaz de suprir o vazio que existia no mundo infantil. Só quem foi capaz de fazer tal coisa foi Xuxa. Além disso, há pesquisas que comprovam o seguinte fato: o público infantil é um consumidor em potencial. Tudo que é bem feito e que for feito para crianças vende. Isso explica o sucesso de Chiquititas (1997 e 2017), Carrossel (1989 e 2012) e Carinha de Anjo (2000 e 2016); e explica também porque o SBT tem um núcleo dedicado somente para o público infantil. Isso explica também porque a Galinha Pintadinha e Peppa Pig fazem tanto sucesso. Isso sem contar com os sempre bem sucedidos filmes da Disney, bem como o seu parque temático, capaz de fazer adulto voltar a ser criança. Produtos voltados para o público infantil vendem muito bem.
      Há outro fator que contribuiu para o sucesso de Xuxa. Isso pode ser clichê, mas é verdade. Cantar não envolve somente uma voz bonita, envolve sentimento também. E Xuxa sempre foi muito espontânea, sincera e carismática, tanto apresentando seu programa, como em suas apresentações musicais e no fim foi isso o que acabou prevalecendo, ofuscando a falta de talento que Xuxa tem para a música.

Conclusão

     O que fez Xuxa ter sucesso como cantora foi o fato de estar cercada a todo instante dos melhores profissionais que havia no mercado, além ser contratada da TV Globo, a maior emissora do país, fato que deu ainda mais visibilidade para seu trabalho. Além disso, quando Xuxa  surgiu, havia um vazio com relação a produtos em geral (e não só discos) voltados para o público infantil. Antes da loira em questão surgir já haviam pessoas que tentaram se aventurar nesse  ramo, mas ninguém fez tanto sucesso como Xuxa fez. Depois da loira, outras pessoas tentaram fazer sucesso usando uma fórmula semelhante a de Xuxa e estas tiveram seu brilho, mas nenhuma delas foram capazes alcançar o patamar que Xuxa alcançou. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...